Buscas por vítimas entram no sétimo dia em São Sebastião, após temporal que atingiu o Litoral Norte de SP

Foram encontrados 57 corpos até a última atualização desta reportagem e trabalho dos Bombeiros continua. Há alerta para risco de fortes chuvas neste fim de semana, com chance de enchentes e novos deslizamentos de terra.

Uma semana após o temporal que atingiu o Litoral Norte de São Paulo e causou deslizamentos de terra, as buscas por sobreviventes continuam e entram no sétimo dia neste sábado (25). Até a última atualização desta reportagem, segundo balanço do governo estadual, já foram registradas 57 mortes, sendo uma em Ubatuba e 56 em São Sebastião, cidade mais atingida pelas fortes chuvas.

A maior parte das vítimas foi localizada no bairro da Vila do Sahy, em São Sebastião, e é nessa região onde se concentram as buscas.

Durante as primeiras horas do dia, o tempo era firme na cidade, o que facilita o trabalho do Corpo de Bombeiros. No entanto, a prefeitura de São Sebastião emitiu um alerta em suas redes sociais para o risco de fortes chuvas entre este sábado e a próxima segunda-feira (27). Há previsão de que chova cerca de 85 milímetros no período, com chances de desabamentos, deslizamentos e enchentes.

Na tarde desta sexta-feira (24), as buscas chegaram a ser paralisadas também por conta das chuvas, mas foram retomadas por volta das 21h e seguiam durante a manhã, sem intercorrências. Na madrugada, porém, nenhum corpo foi encontrado.

Além do trabalho de buscas, os Bombeiros também agem para tentar convencer os moradores de áreas de risco a deixarem suas casas enquanto a situação não for normalizada, a fim de evitar novas tragédias.

Roberto Farina, tenente do Corpo de Bombeiros, afirma, em entrevista ao GloboNews, que a entidade está fazendo um “trabalho de conscientização” com esses moradores e que o número de desalojados e desabrigados vem crescendo dia após dia.

De acordo com o último boletim do estado, são 2.251 desalojados e 1.815 desabrigados. Desalojados são aqueles que deixam a residência e vão para casa de parentes ou amigos. Já os desabrigados são aqueles que saem de casa e não têm para onde ir. Para essas pessoas, a cidade já montou 19 abrigos.

A prefeitura de São Sebastião, o governo estadual e os Bombeiros pedem, ainda, que turistas não viagem para a cidade neste fim de semana. Além dos riscos de novos deslizamentos e enchentes, o turismo pode sobrecarregar os hotéis e hospitais da cidade, que atualmente estão focados em atender os moradores e pessoas que trabalham nas buscas.

Fonte: G1

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.