Complexo de energia eólica prevê investimento de R$ 2 bilhões na Ibiapaba

Parque eólico reunirá 70 aerogeradores e deverá ter 315 MW de potência

Estão em discussão no Conselho Estadual do Meio Ambiente (Coema), da Semace, os estudos ambientais de um projeto eólico com investimento previsto de R$ 2 bilhões, a ser instalado em Tianguá, na Ibiapaba.

Assinado pela empresa Ventos de Santa Rosália Energias Renováveis, o empreendimento prevê sete centrais geradoras eólicas, com 70 aerogeradores de 4,5 MW cada, totalizando 315 MW de potência instalada.

O projeto contempla, além dos aerogeradores, as vias de acessos internas e externas, sala de
operação, subestação coletora, rede de média tensão, almoxarifado e área de montagem.

As torres serão erguidas em três propriedades, totalizando área de 460 hectares.

Geração de empregos

Durante a construção, a expectativa é que sejam geradas centenas de empregos.

A decisão sobre o estudo de impacto ambiental do empreendimento eólico deverá ser tomada na próxima reunião do Coema.

Fonte: Diário do Nordeste

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.