Criminosos madaram crianças irem embora antes de chacina em Viçosa, relata sobrevivente

Antes de cometer chacina em Viçosa, os criminosos ordenaram que as crianças saíssem da Praça Clóvis Beviláqua, relata uma das sobreviventes. A mulher estava no local com dois filhos, uma adolescente de 13 anos e um bebê de 8 meses, e afirma não possuir relação com as vítimas.

“Eu estava andando na praça, curtindo, quando eles [criminosos] me chamaram e atiraram. Eu estava lá em cima, não estava com o pessoal [que era alvo do crime]. Eles [criminosos] pediram para os meus filhos saírem”, relata em vídeo publicado pelos jornais Ibiapaba Mídia e O Sobralense.

A mulher foi atingida por vários disparos e está internada em estado grave.

RELEMBRE:

A chacina ocorreu na madrugada desta quinta-feira (19) e deixou sete pessoas mortas e duas feridas. As vítimas foram colocadas lado a lado, em uma espécie de paredão, antes de serem assassinadas.

Conforme a apuração da Jangadeiro, o crime tinha um alvo principal: Ana Caroline de Souza Rocha, de 23 anos. A jovem estava envolvida com uma facção rival da organização criminosa responsável pela chacina.

Ana Caroline de Souza Rocha teria feito “transferência” para outra facção carioca, deixando dívidas de armas e drogas na organização anterior. O crime pode ter sido um acerto de contas.

Fonte: Jornal Jangadeiro

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.