Deputada do PL quer exames toxicológicos para alunos de instituições federais

A deputada Sílvia Waiãpi (PL-AP) apresentou um Projeto de Lei (PL3488/2023) que prevê a obrigatoriedade de todos os estudantes de instituições federais a fazer exame toxicológico para a efetivação da matrícula e também para permanecer no curso.

Waiãpi defende a aplicação de testes para identificação de maconha, cocaína e anfetaminas.

Àqueles que já estão nas instituições federais, a deputada requer a apresentação a cada seis meses de um exame toxicológico negativo. Em caso de resultado positivo, conforme a proposta da parlamentar, eles devem ser expulsos.

O projeto prevê o credenciamento das unidades nos laboratórios aptos a prestar esse serviço e os exames, e, segundo o PL, os exames deverão ser custeados pelos próprios estudantes.

Segundo a deputada, além de garantir a segurança nos campi universitários, afasta o consumo e venda de drogas no local.

Tráfico e consumo

“Quem paga as universidades públicas? É o nosso dinheiro nosso! Dinheiro do contribuinte! Nenhuma instituição pública deve alimentar o tráfico e o consumo de drogas no País”, aponta. ” Iremos cobrar para que de fato, permaneçam no local apenas alunos que realmente estejam comprometidos a estudar. Caso contrário, serão desligados”, completa.

Waiãpi afirma que, segundo o levantamento do Ministério da Saúde, 48,7% dos estudantes universitários já usaram drogas ilícitas, índice é mais que o dobro da média da população brasileira.

Fonte: Metrópoles

 

1 comentário
  1. tride sin receta en Ecuadorr Diz

    Thanks really beneficial. Will share website with my good friends. ¿se puede obtener doxamil sin receta médica?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.