Eleições 2014: Candidatos ao senado no Ceará somam R$ 390 mi em bens

Só o ex-senador Tasso Jereissate tem um patrimônio de R$ 389 milhões
O patrimônio total declarado pelos candidatos ao Senado no Ceará alcança a casa dos R$ 390 milhões. O cálculo foi feito com base em informações fornecidas à Justiça Eleitoral pelos postulantes. A entrega da lista de bens é obrigatória.
Puxado pelo ex-governador e ex-senador Tasso Jereissati (PSDB), o valor é quase quatro vezes a soma do que foi divulgado pelos candidatos ao Governo do Estado -que ficou um pouco acima dos R$ 100 milhões.
De acordo com os dados entregues à Justiça Eleitoral, Tasso lidera a lista com patrimônio declarado de R$ 389 milhões.
O tucano pertence à coligação do senador Eunício Oliveira (PMDB), candidato à sucessão do governador Cid Gomes (Pros). O peemedebista lidera a relação patrimonial entre os quatro governamentáveis – afirmou ter bens que somam R$ 99 milhões.
Em segundo lugar na relação de maiores patrimônios entre os candidatos a senador está o aliado do candidato governista Camilo Santana (PT), deputado Mauro Filho (Pros). O parlamentar informou à Justiça eleitoral R$ 832 mil em bens.
Geovana Cartaxo (PSB), candidata a senadora na chapa encabeçada por Eliane Novais (PSB), declarou R$ 517 mil. Já Eliane é a segunda com mais patrimônio entre os candidatos ao Executivo estadual: pouco mais de R$ 1 milhão.
Raquel Dias (PSTU), candidata ao Senado no palanque do candidato ao Governo Ailton Lopes (Psol), disse à Justiça Eleitoral não possuir quaisquer bens.