Elmano anuncia fortalecimento de unidades especializadas e integração no combate ao crime no Nordeste

Informação foi divulgada na primeira reunião do Comitê Estratégico de Segurança Integrada do Ceará (Coesi) nesta sexta-feira (21) no Palácio da Abolição

O governador do Ceará, Elmano de Freitas, anunciou cinco medidas estratégicas para fortalecer a segurança pública no estado. A informação foi divulgada na primeira reunião do Comitê Estratégico de Segurança Integrada do Ceará (Coesi), nesta sexta-feira (21), no Palácio da Abolição, em Fortaleza.

As principais medidas incluem o fortalecimento de setores do Poder Judiciário, Ministério Público (Gaeco) e Polícia Civil (Draco) focados no combate às organizações criminosas. Além disso, haverá uma ampliação das equipes de inteligência das Forças de Segurança e um reforço estrutural e de pessoal. Durante a reunião, Elmano mencionou que havia transmitido ao presidente Lula demandas relacionadas ao combate à criminalidade em um encontro com os governadores do Nordeste.

Elmano de Freitas destacou o compromisso conjunto das diversas instituições para melhorar a segurança pública no Ceará. “A reunião de hoje é um marco importante para o Ceará. A presença de todas essas autoridades demonstra nossa união para enfrentar as organizações criminosas. Juntos, venceremos este desafio no estado, no Nordeste e no país”, afirmou o governador.

A atuação integrada entre os governadores do Nordeste visa a criação de um plano nacional. Elmano de Freitas destacou que o presidente Lula já está discutindo estratégias com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski.

“Lula vai se reunir com ex-ministros que foram governadores para estabelecer um plano comum e passar para os que estão como governadores”, explicou Elmano.

Medidas adotadas:

1. Fortalecimento da Vara de Delito de Organizações Criminosas.
2. Fortalecimento do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco).
3. Fortalecimento da Delegacia de Combate às Ações Criminosas Organizadas (Draco).
4. Ampliação imediata do Setor de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social e reforço da estrutura e pessoal da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce).
5. Alinhamento entre Governo Federal e estados para a construção de um plano nacional de combate à violência.

Elmano de Freitas comenta Chacina em Viçosa

Após a reunião do Comitê Estratégico de Segurança Integrada do Ceará (Coesi) nesta sexta-feira (21), no Palácio da Abolição, o governador Elmano de Freitas comentou sobre a maior chacina registrada no estado desde 2020, ocorrida na quinta-feira (17) em Viçosa do Ceará.

“O ocorrido em Viçosa nos coloca o desafio de fazer o enfrentamento para dar paz e tranquilidade ao povo do Ceará, e não recuaremos nesse desafio”, afirmou o governador.

Sobre o Comitê

O Coesi é composto pelo governador, o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, os comandantes dos órgãos vinculados (Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Pefoce e Supesp), o secretário da Administração Penitenciária, o procurador-geral do Estado, o presidente do Tribunal de Justiça, o presidente da Assembleia Legislativa, o procurador-geral de Justiça do Estado, o superintendente da Polícia Federal no Ceará e o superintendente da Polícia Rodoviária Federal no Ceará.

Integração entre instituições

O presidente do Tribunal de Justiça do Ceará, desembargador Abelardo Benevides, garantiu a participação ativa do órgão no Coesi. “O Tribunal de Justiça sempre tomou posições em conjunto com o Governo do Estado em prol da sociedade. A omissão é o maior pecado. O nosso Tribunal vai participar deste Comitê e não se omitirá de nada, sempre cumprindo nossa obrigação institucional”, afirmou.

O procurador-geral de Justiça do Ceará, Haley de Carvalho, ressaltou a importância da integração de forças no combate ao crime. “O que fizemos hoje foi reconhecer que a responsabilidade pela segurança pública deve ser compartilhada por diversas frentes, garantindo uma melhoria da segurança como um todo para a população do nosso estado”, disse.

O encontro contou ainda com a presença do presidente da Assembleia Legislativa, Evandro Leitão, do procurador-geral do Estado, Rafael Machado, do secretário da Segurança Pública, Roberto Sá, e de toda a cúpula da Segurança Pública do Ceará, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal.

Fonte: GC Mais

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.