Enem 2023: Nordeste lidera o ranking das redações nota mil. Veja

Das 60 redações nota mil do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2023, 25 saíram da Região Nordeste, segundo dados do Ministério da Educação (MEC) divulgados nessa terça-feira (16/1). Apenas uma delas é de um candidato da rede pública.

A Região Sudeste ocupa o segundo lugar, com 18 textos nota mil, com destaque para os estados de Rio de Janeiro (7) e São Paulo (7). Depois vem o Sul, com sete redações. Logo atrás, empatados, estão o Centro-Oeste e o Norte, ambos com cinco.

Em seis estados nordestinos, os textos atingiram nota máxima no exame. A redação é um critério importante no momento de tentar uma vaga nos processos seletivos do MEC, o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e o Programa Universidade para Todos (ProUni).

Em entrevista, o ministro da Educação, Camilo Santana, afirmou que o MEC, além de premiar os candidatos, planeja uma política de reconhecimento dos jovens e professores responsáveis pelos dos textos.

“É importante reconhecer e premiar os resultados da educação brasileira, principalmente [da educação] pública brasileira, pelo esforço”, defendeu Santana.

Balanço da redação no Enem 2023

Conforme anunciou o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), no Enem 2023, apenas 60 candidatos conseguiram ter uma redação nota mil.

Esse número superou a marca da edição anterior, quando 18 pessoas atingiram a pontuação máxima.

O balanço sobre os resultados gerais do exame mostra que a nota mínima da redação foi de 40. A pasta da Educação desconsidera textos de nota zero, porque, ao zerar essa parte da prova, o candidato fere todos os requisitos de avaliação. Já a nota média foi de 641,6.

Fonte: Metrópoles

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.