Fabrício Queiroz é preso em SP na casa de advogado de Bolsonaro e de seu filho Flávio

O policial militar aposentado Fabrício Queiroz, ex-assessor e ex-motorista do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), foi preso na manhã desta quinta-feira, 18, em Atibaia, interior de São Paulo. Ele estava em um imóvel de Frederick Wassef, advogado da família Bolsonaro, e foi levado para uma unidade da Polícia Civil no Centro da capital paulista.

A operação que efetuou a prisão ocorreu em parceria entre a Polícia Civil e o Ministério Público de São Paulo, e teve mandados expedidos pela Justiça do Rio de Janeiro. Queiroz deve ser transferido ainda nesta quinta-feira para o Rio de Janeiro. Também foi emitido mandado de prisão para a esposa do ex-assessor, Márcia Aguiar, que também já foi assessora de Flávio Bolsonaro.

Segundo um caseiro ouvido pela polícia, Queiroz estava na casa há mais de um ano. Em entrevista de setembro de 2019, Frederick Wassef disse não saber o paradeiro do ex-assessor. Responsável pelas defesas de Flávio e de Jair Bolsonaro, Wassef é considerado amigo pessoal da família e presença constante em eventos do Palácio do Planalto.

Fabrício Queiroz é investigado por participar suposto esquema de “rachadinha” no gabinete de Flávio Bolsonaro durante mandato na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, entre fevereiro de 2003 a janeiro de 2019. Segundo relatório do Conselho de Atividades Financeiras (Coaf) de 2018, Queiroz movimentou R$ 1,2 milhão em sua conta de maneira considerada “atípica”.

Buscas em casa de assessora de Flávio

A Polícia e o MP-SP cumpriram também uma série de mandados de busca e apreensão em outros endereços no Rio de Janeiro. Um dos imóveis alvo da operação é uma casa em Bento Ribeiro, na Zona Norte do Rio de Janeiro, relacionada à assessora Alessandra Esteves Martins, ligada ao gabinete de Flávio Bolsonaro. (Informações O Povo)

- Advertisement -

Deixe uma resposta