Falsos advogados e auditores que fingiam ser do Banco Central são presos suspeitos de golpes no Ceará

O grupo procurava vítimas que tinham processos judiciais, fingiam ser advogados e pediam valores financeiros para custear o trabalho da defesa. Outros fingiam ser auditores do Banco Central.

Um grupo que fingia ser de advogados e auditores do Banco Central foi preso, nesta terça-feira (13), em Fortaleza e Maracanaú, na Região Metropolitana. Os suspeitos procuravam vítimas que tinham processos judiciais, fingindo ser advogados e pediam valores financeiros para custear o trabalho da defesa; outros fingiam ser auditores da instituição bancária, segundo a Polícia Civil.

Ao todo, foram presos dois homens e duas mulheres, durante operação realizada pela Polícia Civil do Ceará e de São Paulo (PC-SP). Com os suspeitos, foram apreendidas armas, drogas e carros de luxo.

Os policiais civis cumpriram um mandado de prisão por estelionato contra Carlos Daniel Santos Sousa (22) no Bairro Mondubim, em Fortaleza. Ele ainda jogou um celular no telhado do imóvel de luxo, antes do mandado ser cumprido, mas o aparelho foi encontrado e apreendido, segundo a Polícia.

Falsos advogados e auditores do Banco Central foram presos em imóveis de luxo no Ceará. — Foto: Polícia Civil/Reprodução

No mesmo endereço, foi presa Vitória Sayonara Silva de Souza, de 27 anos, com antecedentes por crime de trânsito. Ela tentou fugir e resistiu à prisão, mas foi contida. No local, munições para calibre 380, um carro modelo Toyota Hilux e outros objetos foram apreendidos.

A Polícia foi ainda a outro endereço no mesmo bairro, onde foram abordados Alessandra de Souza Melo (23), irmã de Vitória Sayonara; e Williston Freitas da Silva (23), ambos com antecedentes por acidente de trânsito. No imóvel, também de luxo, os policiais civis encontraram uma pistola 380 com numeração raspada.

Celulares, armas, munição e outros itens foram apreendidos com o grupo no Ceará. — Foto: Polícia Civil/Reprodução

 

Ao todo, foram apreendidos três carros, sendo duas Hilux e um Golf, duas armas, um carregador com munições, oito celulares, quatro cartões magnéticos, uma quantidade de maconha e uma quantia em dinheiro.

Carros de luxo foram apreendidos com o grupo preso no Ceará. — Foto: Polícia Civil/Reprodução

O material e os suspeitos foram conduzidos à Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF). Carlos e Vitória foram autuados por posse irregular de arma de fogo de uso permitido e posse de drogas. Vitória ainda foi autuada por resistência. Contra Carlos também foi cumprido o mandado de prisão. Já Williston e Alessandra foram autuados por posse irregular de arma de fogo de uso restrito.

Participaram da ofensiva, equipes da DDF, da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA), da Delegacia de Acidentes e Delitos de Trânsito (DADT), da Delegacia de Combate aos Crimes Contra a Ordem Tributária (Deccot) e da Polícia Civil de São Paulo.

 

Fonte: G1

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.