Governo confirma prorrogação do auxílio emergencial por mais 2 meses

O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou nesta terça-feira (9) que o auxílio emergencial será prorrogado por mais dois meses, conforme já havia sido anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro.

O auxílio é um benefício financeiro concedido pelo Governo Federal a trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados, durante a pandemia do coronavírus.

A previsão era o pagamento de três parcelas de R$ 600 (sendo R$ 1.200 para mães solteiras). Ainda não foi confirmado o valor das parcelas extras, mas já foi cogitado reduzi-lo para R$ 300 ou R$ 200.

Na semana passada, o governo informou que a eventual prorrogação do auxílio emergencial por mais dois meses deve elevar o custo do programa para cerca de R$ 202 bilhões.

Nesta terça-feira, Paulo Guedes informou ainda que, após a pandemia, haverá a unificação de vários programas sociais para a criação do Renda Brasil, um programa de renda mínima para brasileiros.

- Advertisement -

Deixe uma resposta