Grendene aposta no capital humano para crescimento

Image-0-Artigo-2170190-1Foi entregue ontem, em Sobral, o Prêmio Contribuintes 2015 e, mais uma vez, a Grendene faz parte da lista de agraciados. A premiação é uma realização da Secretaria da Fazenda do Estado do Ceará (Sefaz), em parceria com o Sistema Verdes Mares, que, em sua oitava edição, destaca as empresas que ajudaram o governo do Estado a arrecadar mais de R$ 9,8 bilhões em Impostos sobre Circulação de Mercadorias (ICMS).

Oportunidade

Foi em 2006 que Clairton Gomes Freitas entrou pela primeira vez na Grendene, uma das maiores produtoras mundiais de calçados, com sede instalada em Sobral desde 1993. A parceria de dez anos, que segundo Clairton começou tímida, ganhou contornos de uma história que deve seguir ainda por muitos anos. É que o jovem de 30 anos tem crescido dentro da empresa e pretende continuar conquistando outras funções, por meio não apenas de aperfeiçoamento e capacitações, mas de oportunidades. Para chegar ao posto de líder técnico, que ele ocupa hoje, foi necessária muita dedicação e persistência.

O início do trabalho foi como ajudante de produção. Depois vieram as funções de regulador de telas, apoiador, preparador de processos e líder técnico, onde ele administra quatro linhas de produção de calçados, orientando o restante do grupo sobre abastecimento das esteiras, qualidade do produto no fim de sua confecção, enfim, tudo relacionado à linha de produção. Para ele, o zelo pelo trabalho e o olhar sempre atento vão além da fábrica onde trabalha.

tab

Quando encontra algum dos produtos nas prateleiras das lojas ou supermercados onde são comercializados, Clairton costuma fazer uma pesquisa informal sobre qualidade daquela peça com quem está comprando. “Quando eu vejo algumas pessoas usando um calçado que já passou pelas minhas linhas de produção, eu sempre olho e penso como me sinto realizado e como eu quero ir além do que faço hoje, não só pelo crescimento da empresa, mas pelo meu crescimento pessoal”, planeja.

O desejo que motiva Clairton ao seu pleno desenvolvimento é o mesmo que mantém Brenda Jeremias ativa em sua função de preparadora de processos; atividade que garante o melhor desempenho das esteiras e tudo relacionado ao seu abastecimento, o que facilita o trabalho das pessoas que as operam. Brenda teve acesso ao seu primeiro emprego por meio do Jovem Aprendiz, programa do governo federal criado a partir da Lei da Aprendizagem (Lei N° 10.097/00) para que capacitação profissional, por meio das empresas, para adolescentes e jovens em todo o País. Os cursos são gratuitos, com duração de até dois anos, dentro da própria empresa, o que facilita a possível contratação do treinando; e foi justamente o que aconteceu com Brenda.

Crescimento

Após ser capacitada e adquirir habilidades para exercer a função de assistente administrativa, a jovem, à época com 19 anos, foi contratada. Hoje, aos 23, faz faculdade de Pedagogia e comemora a promoção ao cargo que exerce, como resultado de seu esforço e dedicação. O salário, segundo a jovem, ajuda a sustentar a família de cinco pessoas e a garantir uma vida digna. E almejar novas funções continua sendo o plano de vida de Brenda. “Aqui existe muita motivação para o crescimento, que é o que vem acontecendo comigo e com outras pessoas. A tendência é chegar a um cargo de direção, se for aproveitada toda a oportunidade que é dada”, reforça.

Empregos

Clairton e Brenda reforçam a lista das cerca de 14 mil carteiras assinadas que representam a força da empregabilidade da Grendene em Sobral, quando se refere a contratações diretas. A empresa é referência de emprego na região Norte, pois agrega uma cadeia que abrange diversos outros setores, promovendo um círculo virtuoso econômico e profissionalizado, não apenas no que se refere à indústria, mas entre transportadores, fornecedores e outros empregadores.

Segundo Lívia Pongitori Gifoni, que cuida do recrutamento de funcionários da empresa, os acessos são feitos por meio do Serviço Nacional do Emprego (Sine/IDT), das redes sociais, por meio do canal “Faça Parte”, da própria empresa, e o Jovem Aprendiz, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). “Dada a complexidade das demandas do mercado, somos levados a buscar diversos canais de contratação. Hoje, temos um forte elo na construção de parcerias nesse recrutamento. Desde 2012 temos contratado pelo Programa Jovem Aprendiz, onde esses novos profissionais, entre 18 e 24 anos, são inseridos, não apenas na produção e suas áreas de apoio, como manutenção, matrizaria, qualidade, mas nos demais setores, como supervisão, laboratório, engenharia e projetos, dependendo da formação de cada um no Programa”, disse.

Lívia destaca que, apesar da megaestrutura da fábrica, sempre voltada às novas tecnologias, o fator humano sempre é levado em consideração quando se fala em crescimento. “Apesar de todo o investimento em inovação, a gente não perde de vista que as pessoas é que fazem a diferença”, reforçou.

Image-0-Artigo-2170194-1Protagonista

Chance para se aprimorar

A preparadora de processos Brenda Jeremias conta que teve acesso à Grendene pelo Programa Jovem Aprendiz, pelo qual veio a oportunidade de se desenvolver numa função. Aos poucos, viu que poderia ir além e crescer dentro da fábrica, que sempre deu-lhe esse apoio.

Image-1-Artigo-2170194-1

Lívia Pongitori Gifoni, coordenadora de desenvolvimento humano, está na empresa há 15 anos. “A chegada da Grendene na região abriu mercado de trabalho, dando oportunidade de emprego de carteira
assinada, a muita gente que antes não tinha muita perspectiva de crescimento”, afirma.

Com Informações do DN

Jonas Deison

Somos um portal de notícias focado na cidade de Sobral, Ceará. Prezamos sempre pela notícia verdadeira e sem conteúdo apelativo. Contato: (88) 99222-3363 | (88) 99632-4226 Administrador: Jonas Deison

Deixe uma resposta