IFCE Sobral oferta cursos gratuitos de salgadeiro para mulheres

campus de Sobral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) lançou edital com chamada pública para seleção de estudantes para curso de salgadeiro. Na modalidade presencial, a qualificação profissional é voltada para mulheres a partir de 16 anos que se encontrem em vulnerabilidade social e econômica, em contexto de pobreza e extrema pobreza (com Cadastro Único no Governo Federal), ou que sejam vítimas de violência assistida por órgãos competentes. Também é preciso ter o ensino fundamental completo. A iniciativa faz parte do Programa Nacional Mulheres Mil e do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), ambos do Governo Federal.

As inscrições gratuitas para o curso de formação inicial e continuada (FIC) serão realizadas entre os dias 20 e 22 de fevereiro, das 8h às 12 horas e das 14h às 18 horas, de forma presencial, no campus de Sobral do IFCE (avenida Dr. Guarani, 317), na sala do Departamento de Extensão, Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (DEPPI). É preciso levar a seguinte documentação, conforme o edital:

a) Formulário de inscrição devidamente preenchido e assinado (Anexo VI do edital);
b) Documento de identificação com fotografia recente (original e cópia);
c) CPF (original e cópia);
d) Comprovante de residência atualizado, com CEP (original e cópia) ou autodeclaração de residência (Anexo III);
e) Comprovante de escolaridade (original e cópia) ou autodeclaração de escolaridade (Anexo IV);
f) Cópia do Cartão Bancário, com conta atualizada (conta corrente; conta digital; conta poupança, se for da Caixa);
g) Comprovante de CAD único (cartão do bolsa-família ou documento com o número do NIS);
h) Declaração de vítima de violência emitida por órgão e/ ou entidade que presta atendimento (quando couber);
i) Laudo médico oficial para PCD.

Estão sendo ofertadas 30 vagas, com aulas no turno da tarde, às segundas, quartas e quintas-feiras. O curso tem carga horária de 160 horas/aula, com duração aproximada de três meses e meio. A seleção será realizada por meio da análise de documentos e do questionário de perfil situacional preenchido no ato da inscrição.

As estudantes selecionadas e matriculadas, que estejam cursando as aulas regularmente, receberão, mensalmente, um auxílio estudantil no valor de R$ 4,50 a hora/aula. Dessa forma, há a previsão de pagamento de R$ 18,00 por dia (no caso de 4 horas de aula). O pagamento desse auxílio será realizado por meio de crédito em conta bancária no nome da estudante, através de ordem bancária. A previsão é que as aulas tenham início no dia 4 de março.

Programa Mulheres Mil

O Programa Mulheres Mil foi instituído nacionalmente em 2011 e é fruto dos resultados positivos gerados por uma iniciativa piloto de mesmo nome, criada em 2007 pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (Setec/MEC).

O objetivo do programa é promover a formação profissional e tecnológica articulada com aumento de escolaridade de mulheres em situação de vulnerabilidade social, especialmente das regiões Norte e Nordeste do país. Para isso, atua no sentido de garantir o acesso à educação a essa parcela da população de acordo com as necessidades educacionais de cada comunidade e a vocação econômica das regiões.

Cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC)

A formação inicial e continuada (FIC) ou qualificação profissional são organizados para preparar para a vida produtiva e social, promovendo a inserção e reinserção de jovens e trabalhadores no mundo do trabalho. Isso inclui cursos de capacitação profissional, aperfeiçoamento e atualização profissional de trabalhadores em todos os níveis de escolaridade.

Tiago Braga – campus Sobral

SERVIÇO

Curso de formação de salgadeiro
Inscrições: 20 a 22 de fevereiro, das 8h às 12 horas e das 14h às 18 horas, no campus de Sobral do IFCE (avenida Dr. Guarani, 317)
Público-alvo: mulheres a partir de 16 anos que se encontrem em vulnerabilidade social e econômica, em contexto de pobreza e extrema pobreza (com Cadastro Único no Governo Federal), ou que sejam vítimas de violência assistida por órgãos competentes. Também é preciso ter o ensino fundamental completo.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.