Mãe de preso por tentar estuprar dentista diz que ele tem transtornos mentais

A mãe de Gustavo Moreira Marques, homem preso em flagrante pela tentativa de estupro contra uma dentista, afirma que o filho tem transtornos mentais. Conforme ela, que O POVO opta por não identificar, o filho sofre de depressão e desde criança faz tratamento. Ela ainda relatou que Gustavo demonstrava estar também com transtorno de ansiedade e que já havia manifestado tendências suicidas. “Eu não criei um monstro. Meu filho só está doente. Ele só precisa de tratamento, não é de presídio. A gente sabe o que é que vai acontecer lá”, afirmou em entrevista a O POVO.

 

Conforme a mãe, Gustavo só manifestou um “lado agressivo” quando criança, por volta dos sete anos, época em que ele deu início a um tratamento psicológico. “Estão fazendo dele um monstro, mas ele está doente”, afirmou. Ela relata que os próprios policiais que atenderam a ocorrência notaram o comportamento alterado de Gustavo: “Ele está transtornado”. Segundo ela, a ansiedade dele se “agravou muito” quando ele não conseguiu tirar a carteira de habilitação. A mulher ainda destaca que o filho tem endereço fixo, é réu primário e trabalha.

“Eu entendo o lado da família, eu sei que ela (a vítima) vai ficar traumatizada porque eu já sofri assalto dentro do meu comércio, tudo ele (Gustavo) presenciou, foi muito traumático. Eu fiz tratamento com ele, eu sempre estive presente, eu sempre ajudei. Mas, gente, uma coisa é você chegar em casa com o braço cortado, eu vou ver, eu vou socorrer. Mas eu disse para ele que, aqui na cabeça, se ele não me falar, eu não vou poder ajudar”, conta.

Segundo informações repassadas pelo advogado da vítima ao O POVO, Gustavo afirmou aos policiais que tinha a intenção de estuprar e matar a dentista e, em seguida, se matar. A vítima contou à reportagem que Gustavo marcou uma consulta para o último horário que ela atendia, 18 horas, e, mesmo assim, chegou por volta das 19 horas. “Quando ele chegou e se apresentou, já senti algo estranho. Pedi para ele aguardar na recepção e me tranquei na sala para enviar mensagem pro meu noivo, pedindo pra ele ir logo (ao consultório). Só comecei a consulta quando ele chegou, porque me senti mais segura”, disse a dentista.

Após finalizar o procedimento, a vítima foi surpreendida pelo homem, que estava munido de uma faca: “Eu tinha ido à pia lavar as mãos. Na hora que eu virei de volta, ele tava com uma faca apontada para mim, mandou eu calar a boca e não gritar. Eu não sei como, mas tomei a faca da mão dele e gritei pedindo socorro. Nesse momento, meu noivo entrou na sala e conseguiu imobilizá-lo”.

Gustavo teve a prisão em flagrante convertida para prisão preventiva em audiência de custódia realizada na manhã desta terça-feira, 14.

Fonte: O Povo

1 comentário
  1. Mundo Feminino Diz

    Olá tudo bem? Espero que sim 🙂
    Adorei seu artigo,muito bom mesmo!
    Abraços e continue assim.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.