MDB decide indicar Renan Calheiros como candidato à presidência do Senado

O líder interino do MDB, José Maranhão, informou nesta quinta-feira (31) que o partido decidiu indicar Renan Calheiros (MDB-AL) como candidato da legenda à presidência do Senado.

A eleição que vai definir o sucessor de Eunício Oliveira (MDB-CE) está prevista para esta sexta-feira (1º).

De acordo com Simone Tebet (MDB-MS), que disputava a indicação do partido, dos 12 senadores que votaram, sete escolheram Renan e cinco votaram nela.

O senador Renan Calheiros (MDB-AL), durante entrevista à GloboNews  — Foto: GloboNews

A bancada do MDB contará com 13 senadores e se reuniu nesta quinta-feira em Brasília para discutir a presidência do Senado. Jarbas Vasconcelos (MDB-PE) foi o único parlamentar do partido a não participar da reunião.

Renan Calheiros iniciará nesta sexta-feira (1º) o quarto mandato como senador. Ele já foi eleito quatro vezes presidente do Senado.

Política ‘complexa’

Após a reunião, Renan foi questionado se a bancada do MDB sai unida disputa interna mesmo com um placar apertado. O senador, então, afirmou que não caberia a ele fazer essa avaliação.

“Política é tão complexa que a experiência só não basta”, afirmou.

Os senadores do MDB também definiram nesta quinta que Eduardo Braga (MDB-AM) será o novo líder do partido.

Candidatura avulsa

Derrotada na disputa interna, Simone Tebet disse que “não há espaço” para a apresentação de uma candidatura avulsa. Segundo ela, isso “só complicaria” o processo eleitoral.

“Eu não sou candidata de mim mesma. São oito candidaturas. A minha candidatura avulsa só complicaria o processo para qualquer lado. Então, neste momento – de hoje para amanhã muita coisa vai acontecer – mas neste momento não há espaço para a minha candidatura, porque não tem um partido que venha apoiar”, afirmou.

Outras candidaturas

Até o momento, outros sete senadores já se apresentaram como pré-candidatos à presidência do Senado. São eles, em ordem alfabética, Alvaro Dias (Pode-PR), Ângelo Coronel (PSD-BA), Davi Alcolumbre (DEM-AP), Esperidião Amin (PP-SC), Major Olímpio (PSL-SP), Reguffe (sem partido-DF) e Tasso Jereissati (PSDB-CE).

Após uma reunião entre esses candidatos, Reguffe afirmou que os sete postulantes estão dispostos a manter a candidatura.

Jonas Deison

Somos um portal de notícias focado na cidade de Sobral, Ceará. Prezamos sempre pela notícia verdadeira e sem conteúdo apelativo. Contato: (88) 99222-3363 | (88) 99632-4226 Administrador: Jonas Deison

Deixe uma resposta