Moraes proíbe campanha de Lula de expor vídeo de Bolsonaro sobre meninas venezuelanas

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Alexandre de Moraes acatou pedido da campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL) e determinou a exclusão de um vídeo que iria ao ar sobre uma polêmica que envolve uma fala do chefe do Planalto em relação à meninas venezuelanas. O magistrado ainda proibiu o PT e aliados de explorarem o tema.

Em entrevista a um podcast na sexta-feira, 13, Bolsonaro descreveu um encontro com meninas de origem venezuelana de 14 e 15 anos, enquanto trasladava pela região de São Sebastião, no DF, em uma motocicleta. Ao falar sobre as crianças, o presidente da República insinuou que as meninas estariam se prostituindo ao dizer que havia “pintado um clima”.

“Eu estava em Brasília, na comunidade de São Sebastião, se eu não me engano, em um sábado de moto […] parei a moto em uma esquina, tirei o capacete, e olhei umas menininhas… Três, quatro, bonitas, de 14, 15 anos, arrumadinhas, num sábado, em uma comunidade, e vi que eram meio parecidas. Pintou um clima, voltei. ‘Posso entrar na sua casa?’ Entrei”, relatou Bolsonaro.

Na live realizada na madrugada de domingo, o presidente se defendeu das críticas e explicou o contexto das suas falas. Na transmissão ao vivo, disse que o PT havia deturpado suas frases e espalhado mentiras a seu respeito, reiterando que sempre combateu a pedofilia e que havia feito outra live no momento da visita à comunidade de venezuelanos para expor a situação, que entendeu ser de prostituição.

Fonte: O Povo

3 Comentários
  1. Keep on working, great job!

  2. Great post. I was checking constantly this blog and I am impressed!
    Extremely useful info specially the last part 🙂 I care for such info
    much. I was seeking this certain information for a very long time.
    Thank you and good luck.

  3. acheter dilatrane 200 mg en Belgique sans problиme comprar dilatrane 400 mg en Colombia

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.