Petrobras desmente fala de Bolsonaro sobre redução no preço dos combustíveis

Depois das declarações do presidente da República, Jair Bolsonaro, sobre a redução dos preços dos combustíveis, a Petrobras veio a público desmentir. Em comunicado ao mercado, a estatal destaca que “não há nenhuma decisão tomada” sobre valor dos produtos que não tenha sido anunciada formalmente.

No domingo, 5 de dezembro, em entrevista ao portal Poder360, Bolsonaro criticou o preços dos combustíveis e a política de preços do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) dos estados, além de voltar a ameaçar privatizar a Petrobras. “A Petrobras começa nesta semana a anunciar redução no preço do combustível”, afirmou Bolsonaro ao frisar que a queda nos preços se manteria por “algumas semanas”.

Em resposta a declarações do presidente, a Petrobras afirma que os ajustes de preços de produtos são realizados periodicamente de acordo com diretrizes técnicas estabelecidas pelas políticas comerciais vigentes. “A Petrobras não antecipa decisões de reajuste”, reforça a empresa.

No domingo, Bolsonaro declarou, mais de uma vez, ter vontade de privatizar a Petrobras e disse ainda que a estatal “só dá dor de cabeça”. Entrando em contradição ao dizer que não tem como direcionar o preço dos combustíveis, ele voltou a mencionar que haveria uma redução e que iria “ver com a equipe econômica”, o que poderia ser feito para privatizar a empresa.

Para acalmar o mercado após as declarações de Bolsonaro, a estatal disse estar comprometida com “a prática de preços competitivos e em equilíbrio com o mercado, ao mesmo tempo em que evita o repasse imediato das volatilidades externas e da taxa de câmbio causadas por eventos conjunturais”.

Fonte: OPovo

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.