Projeto proíbe condenados por violência contra mulher de exercer cargo público em Coreaú-CE

A Câmara de vereadores de Coreaú-CE aprovou por unanimidade na última sessão legislativa o projeto de lei apresentado pela vereadora Priscilla do Marden que veda a nomeações para cargos comissionados, no âmbito dos poderes Legislativo e Executivo, dos que forem condenados, com trânsito em julgado.

Além dos crimes da lei Maria da Penha, o projeto aprovado prevê também os crimes de estupro, corrupção de menores, entre outros praticados contra mulher.

A vereadora Priscilla informou que referida lei visa proteger a mulher, considerando os índices alarmantes de mulher vítimas de violência de crimes covardes. Acrescentou que permitir a nomeação de indivíduos nessas condições para ocupar cargos de confiança seria tolerar a presença de pessoas que não demonstram o devido respeito às normas vigentes e à integridade do sistema jurídico. A vereadora diz estar mulher feliz e agradece em nome de todas as mulheres de Coreaú pela aprovação e sensibilidade de seus colegas vereadores.

Os parlamentares defendem ‘a presente proposta de lei visa, assim, resguardar a moralidade e a integridade da administração pública, evitando a nomeação de pessoas que não possuam a idoneidade necessária para o exercício de cargos de confiança. Tal medida também contribui para fortalecer a transparência e a credibilidade das instituições, aspectos essenciais para o bom funcionamento do Estado democrático de direito’.

Em seguida o projeto aprovado foi enviado ao Prefeito Edézio que sancionou, momento em que o chefe do executivo parabenizou a vereadora Priscilla pela bela iniciativa e pelo empenho em sempre trazer projetos importantes para a população de Coreaú, em especial a todas as mulheres.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.