Lago Grande sangra para o mar no município de Camocim, no Ceará

Camocim está entre as cidades cearenses com os maiores registros de chuvas em 2024

O Lago Grande, no município cearense de Camocim, foi visto sangrando para o mar, na manhã deste sábado (9), após semanas de chuvas. O local, considerado um dos principais pontos turísticos da região, tem aproximadamente 20 quilômetros de extensão.

Com isso, a perspectiva é de que haja mudanças no acesso ao local, que passa a ficar limitado para quem vai a pé. Costumeiramente, com a água transbordando na região, são providenciadas novas trilhas de acesso.

O município de Camocim registrou 63 mm de chuva entre as 7h da manhã da sexta-feira (8) e as 7h da manhã deste sábado (9), conforme informações da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

No acumulado do ano de 2024 até o momento, Camocim está entre as cidades com as maiores médias de chuvas, atrás apenas de Barroquinha – município vizinho –, na fronteira com o Piauí. Camocim registrou 777 mm de média de chuva para o ano até o momento, enquanto esse número em Barroquinha está em 841 mm. No acumulado do ano, aparecem em seguida os municípios de Caucaia (731 mm), na Região Metropolitana de Fortaleza; e Milagres (701,4 mm) e Missão Velha (769 mm), na região do Cariri cearense.

Camocim é ainda um dos municípios cearenses que o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) destaca neste sábado (9) como tendo alerta laranja de perigo, pelas chuvas intensas, significando risco médio. O alerta vale até a manhã de domingo (10). O órgão prevê, com isso, chuvas intensas (entre 30 e 60 mm por hora, ou de 50 a 100 mm por dia) e ventos intensos (com velocidades entre 60 e 100 km/h). Há riscos potenciais de corte de energia elétrica, queda de galhos e árvores e possibilidade de alagamentos e descargas elétricas.

Fonte: GC Mais

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.